domingo, 13 de março de 2011

Cruzeiro massacra o Democrata-GV e assume liderança do Mineiro: 7 a 0

No embalo de Thiago Ribeiro, time celeste rouba a ponta do América e começa a semana na liderança do Estadual


Numa semana decisiva, em que pode chancelar sua classificação à próxima fase da Libertadores da América, o Cruzeiro tratou de assegurar também uma boa condição no Campeonato Mineiro e goleou o Democrata-GV por 7 a 0, na Arena do Jacaré, assumindo a liderança do Estadual.

Numa tarde inspirada, os 11 de Cuca fizeram valer a ampla supremacia técnica sobre a Pantera e tiraram a ponta da tabela do América, que tem os mesmos 16 pontos, mas quatro gols a menos de saldo.

Com uma atuação segura, a Raposa resolveu o jogo logo no primeiro tempo, quando marcou cinco vezes, três delas com Thiago Ribeiro, o protagonista do duelo. Farías, Emerson (contra), Ortigoza e André Dias fecharam a conta do massacre.

Mão cheia na primeira etapa

O Cruzeiro entrou em campo com a missão de tentar roubar a ponta do Campeonato Mineiro do América. Antes do início da rodada deste fim de semana, as duas equipes tinham a mesma pontuação e o Coelho detinha a liderança por conta do saldo de gols. A vitória dos alviverdes sobre o Guarani, no sábado, aumentou a responsabilidade dos estrelados, que não queriam ver o time de Mauro Fernandes abrir vantagem na tabela.

Com desfalques importantes na criação, já que não contava com Gilberto, Montillo e Roger, Cuca apostou tudo no ataque e escalou três homens de frente: Thiago Ribeiro, Walllyson e Farías. A escolha logo se mostrou acertada. Aos dois minutos, Henrique iniciou a jogada com um belo lançamento e, depois de uma bola cruzada da esquerda, Wallyson fez um corta-luz deixando Thiago Ribeiro em ótima condição para emendar, no canto direito de Ricardo Vilar: 1 a 0

A Pantera quase não dava trabalho à defesa estrelada e aproveitava os erros celestes para tentar encaixar um contragolpe. Aos 13 minutos, a primeira chance efetiva do Democrata-GV: depois da cobrança de um escanteio pela esquerda, Fábio saiu mal do gol e a bola sobrou para Lúcio, que arrematou muito mal, quase dentro da pequena área.

O Cruzeiro era só ataque e a defesa do Democrata-GV estava muito mal na partida. Aos 17, Dudu cruzou rasteiro da direita e Emerson quase marcou contra a própria rede, ao tentar afastar a bola. Dois minutos depois, a pressão azul surtiu efeito: Renê fez uma lambança no meio campo e deu uma bola de presente para Thiago Ribeiro. O atacante escapou bem, driblou o goleiro e tocou fácil para o gol: 2 a 0

A equipe de Cuca criava chances seguidas de ampliar o placar e chegava a ser displicente nas conclusões. Aos 28, Thiago Ribeiro, muito bem na partida, fez um carnaval pela esquerda do gramado e cruzou no segundo pau. Wallyson chegou bem para o arremate, mas a bola explodiu no travessão de Ricardo Vilar.

As oportunidades brotavam no gramado da Arena do Jacaré e o Democrata-GV reiterava a fragilidade de sua defesa, uma das piores do Estadual 2011. Aos 31, o placar foi alterado mais uma vez a favor dos celestes. Wallyson tramou bem pela direita e cruzou para a área. Farías emendou um chute que saiu mascado, mas encontrou Thiago Ribeiro em ótima condição. O atacante não perdoou e deixou seu terceiro gol nas redes de Vilar: 3 a 0.

No primeiro tempo de um time só, a Raposa ainda teve tempo de fazer mais dois gols antes do apito de Renato Cardoso Conceição encerrar a etapa inicial. Aos 39, Everton bateu de fora da área e Emerson marcou contra ao tentar desviar a bola: 4 a 0. Dois minutos depois, nova festa nas arquibancadas da Arena do Jacaré: Thiago Ribeiro cruzou da esquerda, na medida para Farías desviar de cabeça: 5 a 0.

Ritmo mais lento

As duas equipes voltaram para a segunda etapa com as mesmas formações e o panorama do jogo também era o mesmo: o Cruzeiro em cima, pressionando, e o Democrata-GV muito mal, pecando muito na defesa.

Com o dilatado placar construído no primeiro tempo, a Raposa seguia no ataque, mas era mais displicente nas finalizações. A Pantera só conseguia agir quando o Cruzeiro errava, como aos 10 minutos, quando Fernandão aproveitou uma falha de Gil para girar e bater de frente para Fábio, desperdiçando uma chance incrível para diminuir o vexame.

Aos 18 minutos, Cuca fez o que já se esperava: promoveu a estreia do atacante paraguaio Ortigoza com a camisa azul, ao sacar Wallyson da equipe. No Democrata-GV, José Maria Pena já tinha mexido duas vezes no time, ao tirar Ernane e Renê do gramado para dar lugar a Márcio Duarte e Vinícius Alves.

Os celestes continuavam como senhores absolutos do jogo, mas o ritmo já não era o mesmo dos primeiros 45 minutos. Aos 22, o estreante do domingo resolveu deixar sua marca na goleada. Ortigoza ficou com um rebote dentro da área e, com muita tranquilidade, girou antes de tocar por cobertura e vencer Ricardo Vilar: 6 a 0.

Com o duelo já liquidado e a liderança do Mineiro assegurada, Cuca resolveu mexer mais duas vezes no time. Marquinhos Paraná e Farías saíram para as entradas de Leandro Guerreiro e André Dias.

O Cruzeiro passeava em campo e o ritmo já era de um ‘treino de luxo’ aos 30 minutos do segundo tempo. Aos 34, o golpe de misericórdia na Pantera saiu dos pés de André Dias. Ele recebeu um bom passe e bateu com categoria, de fora da área, no ângulo direito de Vilar: 7 a 0.

A vitória, além da liderança, valeu ao Cruzeiro a maior goleada do Campeonato Mineiro 2011 até agora.

Cruzeiro 7 x 0 Democrata-GV

Cruzeiro
Fábio, Pablo, Gil, Victorino e Everton; Marquinhos Paraná (Leandro Guerreiro), Henrique e Dudu; Wallyson (Ortigoza), Thiago Ribeiro e Farías (André Dias).
Técnico: Cuca

Democrata-GV
Vilar, Juninho, Lúcio, Sílvio e Cláudio; Emerson, Taércio, Renê (Vinícius Alves) e Ernane (Márcio Duarte); Ely Thadeu e Fernandão.
Técnico: José Maria Pena

Motivo: Sexta rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas
Data: Domingo, 13 de março.

Gols: Thiago Ribeiro, aos 02, 19 e 31 min, Emerson (Contra) aos 39 min e Farías, aos 41 min do 1º tempo ; Ortigoza, aos 22 min, e André Dias, aos 34 min do 2º tempo

Árbitro: Renato Cardoso Conceição (CBF/FMF)
Assistentes: Helbert Costa Andrade (CBF/FMF) e Ricardo Junio de Souza (FMF)

Cartões amarelos: Victorino (Cruzeiro) ; Sílvio e Ely Thadeu (Democrata-GV)

Público pagante: 1.217
Renda: R$ 19.587,50

Nenhum comentário:

Postar um comentário