segunda-feira, 4 de abril de 2011

Galo vence Democrata, sobe para a vice-liderança do Estadual e alivia crise

Em Governador Valadares, time faz 3 a 1 e reage na temporada


O Atlético entrou em campo neste domingo pressionado pelos episódios dos últimos dias, com direito a dispensa do volante Zé Luís e do armador Ricardinho. Mas o time deu um tempo no momento turbulento e venceu o Democrata por 3 a 1, em Governador Valadares, pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro. Com o resultado, o Galo subiu para a vice-liderança, com 20 pontos, e está muito próximo de assegurar vaga na semifinal da competição.

A vitória também dá mais tranquilidade ao Atlético para a partida decisiva desta quarta-feira, na Arena do Jacaré, contra o Grêmio Prudente, pela Copa do Brasil. O Alvinegro perdeu o jogo de ida por 2 a 1. Para avançar às oitavas de final, o time precisa vencer por 1 a 0 ou com diferença de dois ou mais gols.

Nova postura

O futebol esteve longe do sonhado pelo torcedor do Atlético, mas pelo menos o time entrou em campo contra o Democrata com uma postura bem diferente da apresentada nas partidas passadas.

Com mais movimentação no meio-campo e ataque, os jogadores não se esconderam do jogo, principalmente na etapa inicial. O primeiro gol saiu logo aos 10 minutos. Renan Oliveira deu belo passe para Mago Alves, que, com um toque de categoria na saída do goleiro Vilar, abriu o placar.

Ao contrário das partidas anteriores, o Atlético deu trabalho ao goleiro adversário: aos 17 minutos, numa finalização de Renan Oliveira, aos 29, numa falta cobrada por Magno Alves, aos 31, num chute de Jackson.

De tanto insistir, o Galo chegou ao segundo gol. Depois da cobrança de falta na área, Magno Alves cabeceou e o goleiro Vilar espalmou. Na sobra, Réver fez 2 a 0.

O Democrata chegou com perigo duas vezes. Na primeira, aos 24 minutos, Amilton recebeu livre na área, chutou e o goleiro Renan Ribeiro fez boa defesa. Aos 39, depois do cruzamento, Sílvio, sem marcação, cabeceou, a bola desviou e Renan Ribeiro não conseguiu segurar firme. Fernandão mandou para as redes: 2 a 1.

No segundo tempo, a partida seguiu disputada, com o Democrata dando trabalho. A primeira oportunidade foi da Pantera. Aos 14 minutos, Silvio cabeceou e a bola passou na boca do gol.

Dois minutos depois, foi a vez do Atlético lamentar. Guilherme mandou a bomba de fora da área e o goleiro rebateu. Na sobra, Neto Berola, que entrou no lugar de Ricardo Bueno, completou de cabeça e Vilar fez nova defesa.

Aos 22 minutos, o Democrata sofreu uma baixa na equipe. O zagueiro Marden foi expulso após receber o segundo cartão amarelo.

Dez minutos, o Galo chegou ao terceiro gol. Neto Berola foi derrubado na área por Ely Tadeu. Pênalti, que o próprio Berola cobrou e fez 3 a 1. Por pouco, o Atlético não marcou o quarto gol, aos 40 minutos. Magno Alves deixou Renan Oliveira na cara do gol, mas o armador chutou para fora.

DEMOCRATA-GV 1 x 3 ATLÉTICO

DEMOCRATA-GV
Vilar; Lúcio, Sílvio e Marden (expulso); Cláudio, Rogério, Renê (Ely Tadeu, 18min 2ºT), Vander (Serginho, 36min 2ºT) e Ernane; Fernandão (Adriano, 35min 2ºT) e Amilton. Técnico: José Maria Pena

ATLÉTICO
Renan Ribeiro; Rafael Cruz (Patric, 25min 2ºT), Réver, Leonardo Silva e Guilherme Santos; Fillipe Soutto (Wendel, 29min 2ºT), Serginho, Renan Oliveira e Jackson; Magno Alves e Ricardo Bueno (Neto Berola, 13min 2ºT). Técnico: Dorival Júnior

Motivo: 9ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: José Mammoud Abbas, em Governador Valadares
Data: 3 de abril de 2011

Gols: Magno Alves, 10min 1ºT; Réver, 35min 1ºT; Fernandão, 39min 1ºT; Neto Berola, 33min 2ºT

Árbitro: Emérson de Almeida Ferreira
Assistentes: Pablo Almeida Costa e Breno Rodrigues

Cartões amarelos: Magno Alves, Fillipe Soutto, Renan Oliveira, Patric, Neto Berola (ATL); Vander, Fernandão, Renê, Ernane, Ely Tadeu (DEM)
Cartão vermelho: Marden (DEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário